segunda-feira, 23 de junho de 2014
Oi amores!
Hoje vim falar um pouquinho sobre esse livro que foi surpreendente para mim, afinal eu o comprei pela capa e juro que não esperava tanta emoção.

Dados Técnicos:
Edição: 1
Editora: Valentina
ISBN: 9788565859172
Ano: 2013
Páginas: 288

Classificação: 5 estrelas
Sinopse:
ALMANOVA Ana é nova. Por milhares de anos, no Range, milhões de almas vêm reencarnando, num ciclo infinito, para preservar memórias e experiências de vidas passadas. Entretanto, quando Ana nasceu, outra alma simplesmente desapareceu... e ninguém sabe por quê. SEM-ALMA A própria mãe de Ana pensa que a filha é uma sem-alma, um aviso de que o pior está a caminho, por isso decidiu afastá-la da sociedade. Para fugir deste terrível isolamento e descobrir se ela mesma reencarnará, Ana viaja para a cidade de Heart, mas os cidadãos de lá temem sua presença. Então, quando dragões e sílfides resolvem atacar a cidade, a culpa deverá recair sobre... HEART Sam acredita que a alma nova de Ana é boa e valiosa. Ele, então, decide defendê-la, e um sentimento parece que vai explodir. Mas será que poderá amar alguém que viverá apenas uma vez? E será também que os inimigos – humanos ou nem tanto -- de Ana os deixarão viver essa paixão em paz? Ana precisa desvendar grandes segredos: O que provocou tal erro? Por que ela recebeu a alma de outra pessoa? Poderá essa busca abalar a paz em Heart e acabar por destruir a certeza da reencarnação para todos?


Logo no começo é possível saber que Ana sofria morando com  Li, sua "mãe", afinal ela a expulsa de casa e ainda por cima lhe dá uma bússola totalmente errada para que ela se perca e morra. Quando salva Ana continua desconfiada e sem dar o braço a torcer, é claro que ela sofreu, mas ainda sim essa insegurança total em todos não fez muito sentido para mim no começo, apenas ao longo do livro conforme se vai descobrindo através de memórias da própria Ana tudo o que ela realmente passou, toda falta de comida, humilhação, falta de treinamento e afins. Isso fez com que eu gostasse mais ainda dela. 
O livro foi confuso para mim porque em determinados momentos é impossível saber em quem acreditar e se aquela pessoa está sendo mesmo sincera, em vista de que praticamente todos os cidadães de Heart a odeiam começando com ela quase não conseguir entrar na cidade por existir uma lei feita para proibi-la disso.

"- Uma sem - alma não precisa ter as próprias coisas. - Baixei o rosto.
- Como assim?
- Eu disse - ergui os olhos para fitá-lo - que uma sem-alma não precisa ter as próprias coisas, se ela vai apenas viver uma vida. 
- Uma almanova. - Sua expressão era misteriosa. [...]" Conversa entre Ana e Sam - Página 34

Para que Ana nascesse foi necessário a morte de uma alma antiga e por isso sua mãe lhe culpava de ser uma sem - alma, enquanto Sam lhe diz que a culpa não foi dela e que ela é apenas uma almanova, da qual ninguém sabe muita coisa ainda. 
Outro personagem fundamental é Sam ou Dossam, que é o salvador de Ana e ela descobre posteriormente também o músico pelo qual ela é totalmente apaixonada, mesmo sem nunca ter visto se quer uma foto dele. Ao descobrir isso Ana já um pouco apaixonada por Sam, acaba por desmembrar seu Sam do fabuloso e incrível Dossam, e ai que um romance que já havia se iniciado se torna definido na trama. 

" Eu queria que ele soubesse o que eu queria, e me concentrei tanto nisso que, por um momento, acreditei que já estava me beijando. [...]" - Página 98

Ao mesmo tempo em que nossa mocinha está passando por conflitos internos tentando assimilar ser uma almanova e não uma sem - alma como sempre acreditou, ela também se vê em uma sociedade totalmente nova, com toque de recolher, onde ela pode finalmente aprender a tocar música e ler diversos livros atrás de sua origem, apesar de quase todos lhe odiarem ela encontrou algumas pessoas que parecem simplesmente aceita-lá assim como Sam faz. E claro que existe o inocente romance entre Ana e Sam que é tão puro que parece um conto de fadas, é claro que um meio do mal onde todo mundo está contra a mocinha e tenta mata-lá, mas ainda sim é perfeito. 
Outro ponto importante da história é o concelho, que seria uma espécie de tribunal onde todos são julgados, as regras são criadas, traduzindo eles são os chefões de Heart e é claro que eles ou odeiam ou apenas suportam a Ana, por isso ela sofre com regras sem sentido como toque de recolher, só poder contar com Sam como tutor, não poder ficar tanto tempo na biblioteca como gostaria e a mais estranha ter avaliações. Fiquei bem revoltada nessa parte e principalmente conforme ela vai sofrendo com essas exigências e foi ai que percebi que o livro era realmente bom, afinal não temos sentimentos por qualquer história, apenas daquelas que gostamos.

" Quando ergui os olhos para ver se Sam tinha ouvida a conversa, ele lançou um olhar severo ao casal.
- Ignore-os, Ana - falou.
Nessa velocidade, eu teria que ignorar todas as pessoas do mundo. [...]
- Todos me odeiam." - Página 111

E é claro que como todo bom livro de fantasia não poderiam faltar criaturas únicas que destroem tudo e podem te matar. Para isso temos os dragões que são enormes e cospem ácido, além de serem muito fortes e quase nunca morrer; e as sílfides que ao encostar em alguém deixam uma profunda queimadura que demora e doí muito para cicatrizar e não existe modo conhecido de assina-las.
Claro que o melhor sempre fica por final e é por esse motivo que vou falar agora do ponto principal do livro: reencarnação. Antes que você possa pensar que por isso o livro tem qualquer coisa espírita já adianto que não tem, a reencarnação no livro é dada pelo mesmo conjunto de almas que reencarnam há 5 mil anos, fora isso elas lembram de tudo o que ocorreu durante todo esse tempo o que é totalmente contrário ao espiritismo, logo o livro não possuí religião é apenas fantasia mesmo. 
Almanova é um livro único, fantástico e do qual eu aguardo ansiosa a continuação. Ele me fez rir, suspirar e chorar,mas principalmente ele me confundiu quando Ana se sente confusa, me deu esperança quando ela se sente esperançosa, enfim ele me fez sentir exatamente como se eu estivesse no lugar dela. E é isso que torna um livro bom! Você se identificar com a personagem principal e você realmente decidir viver aquela vida por um tempo.
Indico esse livro para todas as idades e espero que leiam e me contem o que acharam.
Beijos.

0 comentários:

SEGUIDORES

Maria Margarida

Começando bem o ano

Quote da Semana

Quando se lançou naquela aventura sabia que deveria ser uma única noite, mas seu coração traiçoeiro não quis. Seu coração traiçoeiro quis coisas impossíveis. Coisas que teriam um preço.


Você Arranjou Um Problema - Silvia Fernanda
Tecnologia do Blogger.

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página

SPHair Cosméticos

Autores Parceiros

Autores Parceiros

Autores Parceiros

Blogues Parceiros

Autores Parceiros

Receba notícias no seu e-mail!

Fique por dentro em qualquer idioma!

PERFIL

Play!

PageRank

PageRank

set