segunda-feira, 18 de agosto de 2014
Oi amores!
Hoje vim contar para você o que eu achei da história da Maia e da Izabella, que se passa no Rio de Janeiro que foi escrita pela autora irlandesa e super fofa Lucinda Riley, além de falar como foi encontra- lá ontem. Vamos falar do Cristo Redentor?

Dados Técnicos:
Título: As Sete Irmãs
Autora: Lucinda Riley
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Número de Páginas: 560
ISBN: 9788581635330
Sinopse: "Meus dedos tocaram a selenita em meu colar. Tudo o que podia imaginar era que ele foi mandando comigo, como uma espécie de recordação, talvez por minha mãe, quando Pa Salt me adotou. Ele dissera, quando me deu o presente, que havia uma história interessante pode trás daquela joia... Ele esperava que eu perguntasse. E eu desejava com todo o coração, naquele momento, ter perguntado. Agora que Maia e suas irmãs perderam o pai, cada uma delas tem em suas mãos a decisão de buscar ou não a verdade sobre sua família biológica. Maia não resiste ao chamado do passado e é atraída até o Rio de Janeiro, onde, auxiliada pelo escritor Floriano, irá mergulhar em uma história quase centenária. Nos anos 20, uma paixão devastadora entre uma aristocrata brasileira e um escultor francês é sufocada pelas convenções sociais. Uma pequena placa de pedra-sabão eternizou o amor de Izabela e Laurent, selando o destino de Maia. A escritora best-seller Lucinda Riley mergulhou na cultura e na história do nosso país para conhecer de perto os mitos e verdades sobre a construção de um dos mais emblemáticos monumentos à nossa fé: o Cristo Redentor. O resultado dessa experiência é uma trama surpreendente e sensual, recheada de elementos exóticos. A partir do momento em que, junto com Maia, aterrissamos no Rio de Janeiro, não vamos nos separar dela enquanto não decifrarmos os segredos de seu passado. E esse é apenas o começo da viagem."
Como o livro é complexo e contém duas histórias parecidas e separadas ao mesmo tempo decide falar delas separadamente para facilitar a compreensão de vocês da amplitude desse livro.
Em 2007:
Decidida a se esconder do mundo após uma tragédia Maia é a única das sete irmãs que ainda mora com seu pai, até que por insistência dele resolve aceitar o convite de uma amiga e passar alguns dias na França. O que ela não poderia imaginar é que receberia uma ligação de Marina, que considera como uma mãe, avisando do falecimento de seu pai sendo obrigada a voltar correndo para casa e avisar as irmãs.
Pa Salt é um enigma durante todo o livro, pai de seis meninas a quem nomeou por causa de uma constelação chamada " As Sete Irmãs", bilionário e excêntrico construiu praticamente um palácio onde cuidou das meninas e nunca lhes contou nada sobre quais negócios realizava para manter/ganhar dinheiro sempre realizando muitas viagens.
Logo que retorna descobre através de Marina que seu pai já foi sepultado em alto mar, por desejo do mesmo, mas que deixou instruções sobre como prosseguir com o advogado da família que deveria ser chamado apenas quando todas estivessem reunidas. Nesse comecinho de livro/série já podemos entender um pouco cada irmã e ver como serão os livros delas: Ally é aventureira e amiga, CeCe e Star são praticamente uma única pessoa, com a personalidade forte de Cece ( que foi a irmã que menos gostei, apesar de ser curiosa por sua história) e a tranquila de Star, elas são como irmãs gêmeas, Tiggy foi a que menos consegui compreender ela parece a mais tranquila de todas e por fim Electra a mais temperamental e explosiva de todas elas ( e até agora a que estou mais curiosa pela história), além de Marina que foi como uma mãe para todas elas.
Quando por fim o advogado é chamado elas recebem um envelope contendo uma pista sobre seus passados e sua verdadeira família sendo de escolha totalmente delas abrir ou não e mais ainda decidir desvendar o mistério de seu passado ou não. E essa foi uma das partes que mais adorei da história, cada uma delas tem a opção de saber quem é sua família de verdade ou decidir apenas seguir em frente do jeito como estão. Mas assim que recebe a carta Maia decidi abrir e lá encontra uma carta de Pa Salt, uma pequena placa de pedra - sabão com uma inscrição antiga e por isso ilegível, além de uma coordenada caso queira ter uma base de onde partir. Ally ensina a todas como encontrar a localização das coordenadas e intrigada Maia acaba por descobrir que a sua mostra uma casa no Rio de Janeiro aqui no Brasil. Além disso surge uma esfera com sete círculos cada um contendo uma frase, com exceção do sétimo, já que a sétima irmã nunca foi adotada e no de Maia diz "Nunca deixe o medo decidir seu destino".
Após receber uma ligação de um ex-namorado dizendo que passará alguns dias na Suíça, Maia decide que definitivamente precisa ir ao Rio e sendo assim envia um e-mail para editora brasileira para quem faz traduções, que respondeu dizendo que Floriano, de quem ela traduziu o livro recentemente, residia no Rio de Janeiro.
Pouco após sua chegada acaba por combinar de encontrá-lo no Cristo Redentor e descobre que é guia turístico também, além de escritor e historiador e com sua ajuda Maia acaba por descobrir mais pistas de quem ela realmente é herdeira e todas elas apontam para Izabella Bonifácio.

Ele acenou e eu observei enquanto caminhava, determinado, pela rua. Ao me voltar para direção oposta, percebi que aquele homem - historiador, escritor, celebridade e guia turístico de ocasião - era um ser humano cheio de surpresas.
A cada página da história entre Maia e Floriano é impossível não se apaixonar por ambos, Maia vai se libertando aos poucos e deixando seu DNA brasileiro falar cada vez mais alto, enquanto Floriano que é um carioca da gema vai nós conquistando pouco a pouco com seu charme e simpatia, além claro, do modo carinhoso e generoso como trata Maia, sempre tentando fazer com que ela siga adiante e entenda sobre seu passado para poder construir seu futuro. Ou seja, é um casal verdadeiramente envolvente.

Em 1927:
Izabela Bonifácio descendente de italianos e apaixonada pela fazenda onde mora com seus pais, vê seu mundo virar de cabeça para baixo quando ao completar dezoito anos seu pai decide que está na hora dela fazer um bom casamento e finalmente eles poderem entrar para alta sociedade aristocrática no Rio de Janeiro, por isso ele compra uma casa na capital e Izabella se vê obrigada a ficar longe de sua tão querida terra, além de ter que aprender aulas de etiqueta e submissão.
Desesperada pelo casamento iminente em que se vê obrigada a aceitar pela pressão que sofre de seu pai ela enxerga na viagem de sua melhor amiga à Paris com os pais, a chance de fugir pelo menos por uns meses de tudo aquilo. O grande detalhe inspirador nisso tudo é que sua melhor amiga é filha de Heitor da Silva Costa o construtor do Cristo Redentor.
Noiva Bel consegue embarcar nessa viagem para Paris, mas logo que chegam lá depois de semanas dentro de um navio sua melhor amiga e a mãe dela se encontram doentes e por isso ela fica presa no apartamento por dias, vendo apenas seu sonho pela janela. Até que Heitor decide levá-la ao atelier do escultor do Cristo, Paul Landowski, onde ela se encanta pelo seu assistente Laurent Brouillyum lindo francês que decide até esculpi-la.

Cinco minutos depois, o rapaz voltou, sem seu avental e vestindo uma camisa limpa. Os dedos de Bel se moveram alguns centímetros por conta própria, instintivamente desejando correr entre aqueles longos cabelos castanhos, acariciar a pele clara de sua face, contornar a bonita forma de seu nariz e os lábios cheios que escondiam dentes brancos e perfeitos. A expressão sonhadora em seus olhos verdes a lembrava os olhos de Heitor: fisicamente presente, mas com os pensamentos em outro lugar.


Em breve Izabela sabe que deve voltar para sua casa, no Brasil, onde tem um noivo "fuinha" lhe esperando e todas as responsábilidades da alta sociedade, no entatanto ali em Paris ela é finalmente livre, dona de seu próprio caminho e destino.
A história de Izabela e Laurent é linda, única e delicada como só Lucinda Riley poderia escrever, sem dúvida ela é pura e imaculada com um quê de paixão proibida e escolhas decisivas a serem feitas onde é possível acompanhar o amadurecimento dos personagens e entender um pouco do que realmente se passa naquela época.

Em As Sete Irmãs:
Nesse romance é possível notar a importância e responsabilidades que nossas escolhas nós trazem, seja em 2007 ou em 1927 Maia e Izabela devem escolher deixar sua zona de conforto e serem felizes ou viverem para sempre na infelicidade cômoda. Conforme a leitura vai evoluindo é possível dizer que os personagens são tão reais a ponto de encontrá-los na esquina, se eu morasse no Rio de Janeiro, claro.
Mas o ponto mais interessante de toda a narrativa é uma autora irlandesa falando sobre o Brasil, isso foi o que me intrigou a ler o livro, me intrigou a ir conhecer a autora e foi o que mais reparei durante todo o percurso da história e para minha alegria Lucinda consegue dar uma aula de história em qualquer brasileiro, inclusive em mim. É claro que para isso ela contou com muita pesquisa e teve ajuda até da bisneta do verdadeiro Heitor da Silva Costa, no entanto enquanto lia me senti na construção do Cristo, vendo as mãos sendo criadas, os modelos aumentando as escalas, o morro sendo planejado para suportar uma estátua sem que ela tombasse e principalmente, saber dos ladrilhos que cobrem o Cristo, coisa que eu nem imaginava.
Como se isso não bastasse ela ainda fala sobre o ciclo do café, a Belle Époque, o samba, ah Meu Deus! O samba, sim ela virou uma verdadeira especialista nesse sentido e entendedores entenderão.
Não há como descrever como é emocionante ter a oportunidade de ler um livro onde é possível ter a visão de um estrangeiro sobre o Brasil, apesar de que Lucinda pode até ser irlandesa, mas como ela mesma afirma, seu coração é nosso.
Os romances no livro são encantadores, a história é mágica e estou simplesmente apaixonada por essa autora querida que além de esbanjar simpatia vai poder contar uma história muito diferente do Brasil no exterior.
Bom, fica essa super indicação cultural, histórica e romântica. E vou deixar algumas fotos do evento de sábado para vocês.
Super beijos!


O evento teve até Lu Piras like a model. 



3 comentários:

  1. Nunca li nenhum livro desse gênero, achei diferente e interessante. Vou ver se tem pra baixar na net depois. haha *-*

    http://www.teoremadabeleza.com

    ResponderExcluir
  2. Achei super diferente =]
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. kd vez q leio o seu blog sobre dicas de livros ,me da mais vontade de começar a voltar a ler

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, é sempre bom poder encontrar você por aqui, mas para que isso possa ser mais bacana deixe um comentário para trocarmos ideias, que tal?
Beijos!

SEGUIDORES

Maria Margarida

Começando bem o ano

Quote da Semana

Quando se lançou naquela aventura sabia que deveria ser uma única noite, mas seu coração traiçoeiro não quis. Seu coração traiçoeiro quis coisas impossíveis. Coisas que teriam um preço.


Você Arranjou Um Problema - Silvia Fernanda
Tecnologia do Blogger.

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página

SPHair Cosméticos

Autores Parceiros

Autores Parceiros

Autores Parceiros

Blogues Parceiros

Autores Parceiros

Receba notícias no seu e-mail!

Fique por dentro em qualquer idioma!

PERFIL

Play!

PageRank

PageRank

set