quinta-feira, 9 de outubro de 2014
Oi amores!
Hoje vim contar um pouco sobre um livro que me encantou totalmente na bienal, mas que estava com preço salgado por isso não comprei durante a bienal. No entanto ele entrou em oferta e Meu Deus que livro!

Dados Técnicos:
Título: Entre o Amor e o Silêncio.
Autora: Babi A. Sette
Editora: Novo Século
Classificação: 5/5
Ano: 2014
Número de Páginas: 528
ISBN:
Sinopse:  Francesca Wiggs sofreu uma grande decepção amorosa e, desde então, está decidida a não se relacionar mais. Além de se dedicar a escrever o seu livro, ela resolve preencher os dias com um trabalho voluntário – a leitura para pacientes em coma proporcionaria para ela a distância para problemas com o coração. No entanto, um grande imprevisto ocorre quando ela passa a se sentir atraída pelo paciente. Mitchell, descrito como um poderoso magnata, seria a antítese de tudo o que ela busca em um homem... se não estivesse em coma. Precisar de alguém inconsciente seria um absurdo, não seria? Amar uma pessoa que nunca responde parece loucura! Francesca já havia entendido e sentia-se quase segura diante disso. Mas, e se Mitchell acordasse? A aproximação desses personagens tão diferentes revela um romance encantador e divertido, repleto de reviravoltas. Entre a vida e a morte, a ilusão e a realidade, o amor pode ser realmente o milagre que faz tudo mudar?
Bom como disse a capa do livro e a sinopse realmente me fisgaram desde o começo, foi aquele amor ao primeiro capítulo, sabe? Então quando o livro chegou eu logo quis devorá-lo e acreditem as quase 600 páginas parecem muito pouco pra todo o conteúdo maravilhoso que ele contém, além de serem como dois livros em um só. Calma, que já vou chegar lá.
Logo no prólogo temos na verdade o prólogo de um outro livro, do livro que a Francesca está escrevendo, o qual ela se dedica muito e tem uma história linda. É sobre Dom Nicolas, um mafioso que recebeu da sua mãe, quando esta estava perto da morte uma caixa contendo diversas cartas falando sobre a "falta" de alguma coisa na vida, de histórias reais lindas e que vão sendo contadas no decorrer do livro, cada qual com uma lição de superação, coragem e principalmente amor.

 Dom Nicolas entendeu, em sua consciência amargurada, que não havia criado uma história da qual os homens pudessem se orgulhar. Chorou como um menino com as mãos sobre a testa, cobrindo as rugas. Queria ser roubado da vergonha. Instantes depois, dobrou a página e guardou na caixa, aos poucos ela começava a ser palavreada. 
Francesca é uma revisora estável, mas que sofreu muito ao longo da vida principalmente com homens, tudo começou quando ela foi abandonada pelo pai logo pequena e ao decorrer dos anos todas as vezes que tentou entrar em contato com ele foi rejeitada descobrindo até que ele teve outra filha, outra vida e isso sempre a marcou muito.
Além de revisora ela também é atriz e seu quase noivo é um diretor de renome por quem ela se sente muito atraída e vive um romance sexy e feliz, até que certo dia ela vai até o ensaio e o encontra no palco com uma aluna traindo-a. Nesse momento seu mundo desaba e ela se vê mais uma vez desesperada e chorando a perde de um homem que a traiu e rejeitou da pior forma possível.
Precisando de um tempo para o seu trabalho, para si mesma e de férias ela decide que está na hora de ler seu livro em voz alta para pacientes em coma, afinal, eles não poderiam criticá-la e parecia ser um bom passatempo para duas horas por semana.
Mas é claro que como a Babi não é uma autora nada boasinha, logo no começo ela já nós consegue deixar curiosos com ambos os livros e me vi perdida naquela universo assim como Francesca, imaginando como seria você ler seu livro para uma pessoa que não pode responder, que você nem tem certeza se está ouvindo, mas que você sente, lá no fundo uma sintonia bem diferente, além é claro dele ser lindo.  E é logo nesse primeiro momento que ela percebe que não pode abandoná-lo, simplesmente deixa-lo ali largado, sem nenhuma visita, nenhum carinho, totalmente desacreditado.

Francie, sem perceber, ao completar as frases desviava os olhos para o corpo de Mitchell que era esticado, dobrado e estimulado com experiência por Jonas. Ele havia emagrecido, perdido bastante massa muscular, mas a outra parte ainda estava lá torneando o bíceps, as penas - Deus - , ele era...forte. Sentiu a respiração parar nos pulmões. 

Apesar da densidade de ambas as histórias, tanto de Francesca aos poucos se apaixonando por um homem que está em coma, quanto um mafioso que começa a perceber seus erros no final da sua vida, a narrativa é suave, agradável, é claro que derramei algumas lágrimas ao decorrer da história por motivos que não são possíveis confessar sem dar spoiler, no entanto foram todas de alegria, realmente me senti dentro do livro, vivendo aquilo e principalmente descobrindo junto com Francesca o quanto o amor pode ser forte e o silêncio consolador.
É claro que existem muitas reviravoltas no livro, muitas mesmo, quando você pensa que mais nada vai dar errado, que é simplesmente impossível acontecer mais alguma porcaria, vai lá um personagem que você até gosta e acaba estragando tudo, a própria Francesca, apesar de forte e corajosa é humana e comete seus erros. Também descobrimos sobre a vida de Mitchell que é um típico empresário que mal fala com a sua mãe, tem uma namorada só pelo status e vive trancado em sua escritório e em seu próprio mundinho, confesso que no começo as descobertas sobre Mitchell são bem cruéis, me peguei pensando diversas vezes como um ser humano consegue traçar um caminho cheio de vingança e egoísmo sem nem ao menos perceber e ai passei a gostar ainda mais de Francesca por deixar de lado essa parte negativa dele e vê-lo apenas como um homem, magro e em coma que pode perder aquilo que lhe é mais fundamental: a vida e ao mesmo tempo não recebe se quer uma visita frequente além da dela.
A história é narrada de diferentes formas, no livro da Francie temos a narração em terceira pessoa sempre focando no mafioso ou nós personagens principais da carta, já no livro em si temos a narração de Francie em alguns capítulos e de Mitchell em terceira pessoa em outros, as vezes até no mesmo capítulo tornando compreensível ambos os lados da história e criando essa imersão que tanto frisei por ser o ponto mais forte do livro.

A verdade era: estava atraída por ele de uma maneira miserável. Mitchell era o Sol, inteiro calor e luz, e ela se sentia presa no chavão da mariposa. Mesmo sabendo que o Sol a derreteria até a morte, ou quase lá. Não conseguia resistir diante dele. Acreditava com convicção que poucos conseguiam. Ela tinha isso, uma espécie de magnetismo inebriante.
Sem dúvidas Entre o Amor e o Silêncio é um daqueles livros que você passa semanas remoendo e vivendo, se apaixonando cada vez mais, ele traz lições muito importantes sobre a vida, reflexões e ao mesmo tempo uma alta dose de romance e até um pouco de erotismo. É um dos melhores livros que li esse ano e me sinto verdadeiramente honra por poder dizer tudo isso de um livro nacional, de um livro escrito por uma brasileira assim como eu ou você e que mostra o quanto nós temos capacidade de criar coisas maravilhosas.
Espero que tenham gostado e entendo que sempre falo: quanto mais eu gosto de um livro é mais complicado resenha-lo, pois é muito emocionante.
Beijos!

Conheça mais sobre o livro aqui.
E fique por dentro das novidades curtindo a página no Facebook.

2 comentários:

  1. Que resenha masi especial! Obrigada Larissa por todo o carinho! Bjs <3

    ResponderExcluir
  2. Vishhhh tu me deixou blaster curiosa
    Nunca li uma história assim, já assisti aquele filme, Enquanto você dormia com a Sandra Bullock, adoro ele, mas é diferente né :D
    Ahhh e adoro mesmo resenhas assim gigantes kkkk me deixa mais a fim d eler, quer dizer que o livro é bom mesmo.


    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, é sempre bom poder encontrar você por aqui, mas para que isso possa ser mais bacana deixe um comentário para trocarmos ideias, que tal?
Beijos!

SEGUIDORES

Maria Margarida

Começando bem o ano

Quote da Semana

Quando se lançou naquela aventura sabia que deveria ser uma única noite, mas seu coração traiçoeiro não quis. Seu coração traiçoeiro quis coisas impossíveis. Coisas que teriam um preço.


Você Arranjou Um Problema - Silvia Fernanda
Tecnologia do Blogger.

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página

SPHair Cosméticos

Autores Parceiros

Autores Parceiros

Autores Parceiros

Blogues Parceiros

Autores Parceiros

Receba notícias no seu e-mail!

Fique por dentro em qualquer idioma!

PERFIL

Play!

PageRank

PageRank

set